Receba nossa newsletter

Utilitários » Avaliações

Renault Kangoo com nova identidade visual da marca

Com espaços cada vez mais disputados no trânsito das grandes cidades brasileiras, a utilização de veículos comerciais de carga mais ágeis e compactos é a grande solução para a otimização dos trabalhos de entregas. Afinal, tempo é dinheiro. E para cada tipo de encomenda há um tipo mais adequado de veículo. No caso de entregas de pequenos objetos, às vezes nem os Vuc’s e nem os furgões são ágeis o suficiente para viabilizar um serviço. É aí que entram os pequenos furgões, derivados de modelos de passeio. O Renault Kangoo, que até o ano passado contava com duas versões, o de passageiros, com bancos e vidros laterais e traseiro, e o Kangoo Express, de uso comercial, passou por uma reestilização e parte para enfrentar a concorrência com novo visual.

Na parte dianteira, o novo para-choque deixou o veículo mais moderno e bonito. Pintado na mesma cor da carroceria, ele tem partes pretas que dão um toque de modernidade e também combinam com a nova grade frontal, também preta e com o símbolo da marca de maior tamanho. O capô e os faróis continuam com os mesmos formatos.

Na traseira, as esbeltas lanternas verticais quebram um pouco aquela impressão de um veículo alto e estreito. As duas portas traseiras têm tamanhos diferentes para facilitar o acesso à carga. As alterações visuais têm também o objetivo de enquadrar o kangoo no padrão visual da marca em todo o mundo.

No interior, as mudanças também não foram muito expressivas. Os bancos têm novos tecidos, mais confortáveis e resistentes, de acordo com o fabricante. Para um veículo de trabalho, essas características são muito bem-vindas. E o painel frontal e o revestimento das portas ganharam tonalidade mais escura, na cor carbone foncé. Mais uma boa característica para dar mais conforto ao motorista, que passa horas dentro do veículo.

Os freios com o sistema antibloqueio ABS e o duplo airbag frontal, itens obrigatórios para veículos produzidos a partir de 2014, são, obviamente, de série. Como itens opcionais, há a porta lateral corrediça, disponível apenas para o lado direito do carro, a direção hidráulica e o ar-condicionado. O rádio que aparece nas fotos é um acessório instalado na concessionária.

O Kangoo é um veículo muito simples, de acabamento espartano mas de bom gosto. Afinal, é um veículo de trabalho. A ergonomia interna é muito boa, com posição de condução bastante agradável, mesmo sem recursos como regulagem de altura do banco ou do volante. E o porta-luvas não tem tampa. Por sinal, a ideia de que um veículo comercial não precisa de certos confortos como vidros ou travas elétricas é um tanto estranho, já que não há essas opções no veículo. Todas as vezes em que é necessário deixar o Kangoo estacionado, o trabalho de travar cada porta individualmente, mesmo as traseiras e a lateral corrediça, é bastante inconveniente.

Para dirigir, o Kangoo também é bastante agradável. Com reações parecidas às de um hatch compacto, o desempenho do motor 1.6 16V Hi-flex de 98,3 cv a 5.000 rpm (com etanol) ou 95 cv a 5.000 rpm (com gasolina) é muito bom, se estiver sem carga. É claro, transportando os 800 km que o veículo tem capacidade de carregar, as respostas ao acelerador já não são tão espertas. Mas nada que nãos e resolva ecolhendo a marcha adequada (o câmbio tem 5 marchas). O torque é de 15,3 kgfm a 3.750 rpm, com etanol, e 15,1 kgfm a 3.750 rpm, com gasolina. Quanto ao consumo de combustível, o Kangoo é classificado com nota “A” no programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Como todo furgão, a visibilidade nas laterais é bastante comprometida, o que é agravado na hora de entrar em uma via preferencial ou mesmo em manobras. A utilização de vidros nas portas traseiras, mesmo que como um item opcional, poderia ajudar. Não há espelho retrovisor interno no Kangoo.

O compartimento de carga comporta um volume total de 2.800 litros, limitados aos 800 kg de capacidade de carga. O acesso pela traseira é feito pelas duas portas assimétricas ou então pela porta lateral direita opcional, o que auxilia muito a carga e descarga junto ao meio fio. As duas portas traseiras abrem a 90 graus, podendo abrir a quase 180 graus quando liberadas as travas plásticas nas dobradiças. E as duas barras atrás do banco do motorista impedem que qualquer item transportado possa, por acidente, se mover contra o condutor. O acesso pelo interior até que é uma vantagem, mas melhor seria se houvesse uma divisão entre o compartimento de carga e a cabine.

Produzido na Argentina, o Renault Kangoo 2015 passa a ser oferecido apenas na versão furgão, nas cores prata Etoile, branco e cinza Quartz. No ano passado (2013), o Kangoo teve 17,5% de participação em seu segmento, 4,7% a mais que no ano anterior. Isso apesar da queda de 15,1% nesse setor.

O preço da versão de entrada é de R$ 40.850, que pode ter um adicional de R$ 1.000 com a opção da porta lateral corrediça. De acordo com a Renault, “é a porta lateral corrediça mais barata do mercado”. A direção hidráulica pode ser solicitada individualmente, o que acresce R$ 2.100 ao preço do carro, e o ar-condicionado só pode ser acrescentado junto com a direção hidráulica, com o conjunto custando R$ 4.700 a mais. O preço do Kangoo completo é de R$ 46.550.

Para auxiliar frotistas e prestadores de serviços que utilizam o Kangoo como ferramenta de trabalho, a Renault mantém o programa Pro+, em parceria com algumas revendas. São 53 pontos pelo Brasil que abrangem serviços diversos, que vão da venda ao atendimento pós-venda. Há ainda o Renault Assistance, serviço de assistência técnica e socorro mecânico 24 horas, que executa serviços de emergência no próprio local onde se encontra o veículo.

 

Renault Kangoo

Motor

Posição

Transversal, dianteiro

Número de cilindros

4 em linha

Diâmetro x Curso

79,5 x 80,5 mm

Cilindrada total

1.598 cm³

Taxa de compressão

10:1

Potência máxima

95 cv / 5.000 rpm (Gasolina)

98,3 cv / 5.000 rpm (Etanol)

Torque máximo

15,1 Kgfm / 3.750 rpm (Gasolina)

15,3 Kgfm / 3.750 rpm (Etanol)

Nº de válvulas por cilindro

4

Eixo de comando de válvulas

Um no cabeçote

Alimentação

Combustível

Gasolina/ Etanol

Injeção Eletrônica

multiponto, sequencial

Câmbio

Número de marchas

5 à frente e uma à ré

Tração

Dianteira

Sistema de freios

Dianteiro

A disco ventilado (Ø de 259 mm)

Traseiro

A tambor (Ø de 228,6 mm)

Suspensão dianteira

Tipo

MacPherson

Suspensão traseira

Tipo

Barra de torção

Direção

Tipo

Mecânica ou hidráulica

Diâmetro mínimo de curva

10,5 m

Pneus

Pneus

165/70 R14

Peso do veículo

Em ordem de marcha

1.075 kg

Capacidade de Carga

800 kg

 

Dimensões externas      

Comprimento do veículo

4.010 mm

Largura do veículo

1.672 mm

Altura do veículo (vazio)

1.860 mm

Distância entre-eixos

2.600 mm

Volume do porta-malas

2.800 litros

Tanque de combustível

52 litros

Desempenho

Velocidade máxima

159 km/h (Gasolina) 161 Km/h (Etanol)

0 a 100 km/h

13s5 (Gasolina) 12s5 (Etanol)

 

 

 

 

Publicações recentes

Automóveis

Encontro mundial reúne fãs do Citroën 2CV em Portugal

Amantes do modelo da Citroën promovem o 22º Mundial 2CV, reunião de fãs do Deuche teve como ponto de encontro a região da Ericeira, estação turística portuguesa na costa do Atlântico

veja mais

Motocicletas

Vai ter motocicleta no Rock in Rio!

O Rock in Rio vai receber um dos mais importantes nomes da customização de motocicletas do Brasil: Chrys Miranda, fundador da oficina Garage Metallica

veja mais

Utilitários

Ford F-150 Police Responder é a primeira picape certificada para perseguição policial nos estados Unidos

Motor tem 375 cv e 65 kgfm, tração nas quatro rodas para uso em todo o tipo de terreno e transmissão Ford SelectShift de dez marchas

veja mais

Carros no cinema

BMW S 1000 XR estreia no último filme da série Resident Evil

Alice, interpretada por Milla Jovovich, pilota a BMW S 1000 XR para retornar para onde o pesadelo começou – o laboratório The Hive, em Raccoon City

veja mais

Automóveis

Suspendisse tristique nisi ante, ac condimentum magna tempor at

Nullam in molestie arcu. Vestibulum sollicitudin neque nec bibendum dictum. Vestibulum et enim pulvinar, interdum lectus sit amet, volutpat nibh. Nulla tincidunt nunc sed nisl luctus vehicula. Vestibulum nec dapibus velit.

veja mais

Motocicletas

Suspendisse tristique nisi ante, ac condimentum magna tempor at

Nullam in molestie arcu. Vestibulum sollicitudin neque nec bibendum dictum. Vestibulum et enim pulvinar, interdum lectus sit amet, volutpat nibh. Nulla tincidunt nunc sed nisl luctus vehicula. Vestibulum nec dapibus velit.

veja mais

Utilitários

Suspendisse tristique nisi ante, ac condimentum magna tempor at

Nullam in molestie arcu. Vestibulum sollicitudin neque nec bibendum dictum. Vestibulum et enim pulvinar, interdum lectus sit amet, volutpat nibh. Nulla tincidunt nunc sed nisl luctus vehicula. Vestibulum nec dapibus velit.

veja mais

Carros no cinema

Suspendisse tristique nisi ante, ac condimentum magna tempor at

Nullam in molestie arcu. Vestibulum sollicitudin neque nec bibendum dictum. Vestibulum et enim pulvinar, interdum lectus sit amet, volutpat nibh. Nulla tincidunt nunc sed nisl luctus vehicula. Vestibulum nec dapibus velit.

veja mais